VidaPensamento


Uma Estrutura para Tomar Decisões Melhores

Como você toma decisões na sua vida? Escuta seu coração? Pensa superficialmente sobre suas opções e escolhe aquela que parece melhor na hora? Já pensou em estruturar melhor o processo com o qual você toma decisões?

Toda decisão na sua vida pode ser modelada como um problema de otimização restrito. Pensou nisso?

O que é otimização?

Otimização é o estudo matemático de como representar e resolver problemas complexos.

Para usar essa estrutura você precisa definir as 3 coisas seguintes:

  1. Defina suas variáveis da decisão.
  2. Defina sua função objetiva que quer maximizar ou minimizar.
  3. Defina suas restrições.

Como eu aplico essa estrutura?

Vou dar dois exemplos.

Primeiro, dou um exemplo clássico que é chamado “O problema da mochila” e em seguida mostro como aplicar a estrutura para ajudar você decidir no que trabalhar.

Exemplo clássico: O Problema da Mochila.

Você é um vendedor viajante e está se preparando para ir ao seu próximo local. Você quer carregar consigo itens que, somados, tenham o máximo valor possível para vender quando você chegar. Sua mochila carrega no máximo 50 quilogramas e você tem várias opções de itens que você pode colocar na mochila. Todos eles tem seu único peso e valor.

Os itens são os seguintes:

ItemPeso (kg)Valor ($)
Item 1:795
Item 2:11150
Item 3:14195
Item 4:22270
Item 5:575
Item 6:10100
Item 7:20255
Item 8:23335

Como você pode decidir quais itens carregar consigo?

Vamos estruturar o problema de otimização.

  • Variáveis da decisão: sim ou não para cada item[i], i = 1, …, 8
  • Função para otimizar: Maximizar a soma de (item[i] * valor[i]), i = 1, …, 8
  • Restrições:
  1. Cada item pode ser utilizado no máximo uma vez.
  2. Não existe uma quantidade negativa de qualquer item.
  3. Não pode usar a metade ou qualquer outra porção de um item. Se um item for carregado tem quer ser na totalidade.
  4. A mochila suporta no máximo 50 quilogramas.

Qual é a solução?

  • Carrega itens 1,3,5,8.
  • Peso: 49 quilogramas
  • Valor: 700 dólares

Exemplo 2: Escolher no que Trabalhar

O trabalho ocupa uma grande parte da vida e a decisão no que trabalhar é importante.

Porém, antes de perguntar “no que nós deveríamos trabalhar?”, nós precisamos pensar sobre nossas prioridades na vida geral. Ou seja, não podemos avaliar nossas opções de trabalho sem avaliar como nós queremos que o trabalho caiba dentro da nossa vida geral.

De acordo com nossas prioridades de vida, certas restrições vão naturalmente aparecer eliminando várias opções de trabalho.

Por exemplo, se valorizamos tempo com nossa família, talvez não queiramos trabalhar mais que 40 horas por semana. Essa restrição automaticamente eliminará a possibilidade de trabalharmos num banco de investimento ou consultoria de gestão. E também eliminará várias outras opções de trabalho que pagam bem.

Outros exemplos de restrições seriam:

  1. Ganhar no mínimo 5mil reais por mais
  2. Morar em Floripa, São Paulo, ou Rio de Janeiro
  3. Trabalhar numa indústria que seja boa para o meio-ambiente

Nossas prioridades criam restrições que resultam na eliminação de opções. Depois que nós definirmos todas nossas restrições explicitamente, uma lista restrita de opções de trabalho permanecerá.

Isso supõe que nós escolhemos nossas restrições numa forma realista. Senão, é possível que nós definamos uma lista de restrições que não deixa nenhuma opção de trabalho possível. Nesse caso temos que voltar para nossa lista de restrições e ser mais realistas. Uma opção seria diminuir algumas das nossas restrições. A outra opção seria buscar treinamento ou um estágio para aumentar nossas capacidades criando opções de trabalho futuramente sem mudar nossa lista de restrições.

No fim, queremos ter uma lista de opções de trabalho que cumpram nossas restrições.

Em tese, todas as opções nessa lista seriam aceitáveis para nós.

Para finalizar e tomar a melhor decisão possível, temos que escolher o que queremos maximizar ou minimizar.

Opções podem incluir:

  • Maximizar dinheiro
  • Minimizar tempo de trabalho
  • Maximizar oportunidade de crescimento
  • et al

E assim fazemos nossa escolha.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário